Apresentação do Estudo - Operações de Segurança nas Áreas de Fronteira

Num momento em que o Governo Federal considera, mais uma vez aumentar os impostos como forma de arrecadação, sem levar em conta as dificuldades que o setor produtivo vem enfrentando, o contrabando e outras ilegalidades tem avançado rapidamente no país. Preocupados com essa situação, o Movimento em Defesa do Mercado Legal Brasileiro e o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) apresentaram ontem, 16 de setembro, em Brasília, um estudo inédito que evidencia os impactos positivos da Operação Ágata para a arrecadação pública, o combate ao crime, a estabilidade das empresas e a geração de empregos no país.

Num momento em que o Governo Federal considera, mais uma vez aumentar os impostos como forma de arrecadação, sem levar em conta as dificuldades que o setor produtivo vem enfrentando, o contrabando e outras ilegalidades tem avançado rapidamente no país. Preocupados com essa situação, o Movimento em Defesa do Mercado Legal Brasileiro e o Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF) apresentaram ontem, 16 de setembro, em Brasília, um estudo inédito que evidencia os impactos positivos da Operação Ágata para a arrecadação pública, o combate ao crime, a estabilidade das empresas e a geração de empregos no país.

Compartilhar