Notícias

Luciano Barros, presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras conversa com o Estúdio i sobre pesquisa que mostra que as 120 cidades
Palcos frequentes de notícias sobre apreensões de contrabando e drogas, seis municípios brasileiros na fronteira com o Paraguai foram alvo de um estudo que identificou problemas semelhantes em todos eles.
Pesquisa inédita do Idesf mostra que os municípios das fronteiras brasileiras ligados ao contrabando apresentam PIB per capita abaixo da média nacional, baixos índices de escolaridade e empregabilidade, além de taxas altíssimas de homicídios
Nos seis municípios classificados como as principais portas de entrada do contrabando no país, foram verificados indicadores muito abaixo da média nacional
Informações sobre, SEGURANÇA, EDUCAÇÃO e ECONOMIA, saiba como os municípios de fronteira investem nessas áreas
Pesquisa do Instituto de desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (Idesf) sobre as fronteiras brasileiras mostra que as seis cidades mais impactadas apresentam baixo rendimento escolar
Um estudo realizado pelo Instituo de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras aponta que as seis cidades
Nota publicada na coluna do Cláudio Humberto, um dos colunistas mais lidos em Brasília, sobre o estudo do IDESF